Pular para o conteúdo

JF Vôlei vence Vôlei Futuro em partida emocionante

  • por

Foram mais de 3h20 de jogo, com tie-break eletrizante

Em um dos jogos mais longos de sua história, o JF Vôlei bateu o Vôlei Futuro Araçatuba na noite deste sábado (12) por 3×2 (parciais de 22×25/25×23/29×27/18×25/23×21), no Ginásio da UniAcademia. Foram 3h20 de uma partida tensa e disputada ponto a ponto pelas duas equipes. O time juiz-forano agora acumula 4 pontos na Superliga B, com duas vitórias em quatro jogos. A próxima rodada será no dia 19 contra o Suzano Vôlei.

O JOGO

Pressionado pelos últimos resultados adversos, o JF Vôlei retornou a Juiz de Fora para enfrentar um Vôlei Futuro que estava na parte de cima da tabela, a um ponto da liderança. O time começou concentrado e sacando forte, e rapidamente conseguiu abrir para 11×5. A vantagem, no entanto, foi diminuindo na medida em que a equipe de Araçatuba começou a dificultar o passe dos juiz-foranos. Após estar vencendo por 21×18, o JF cedeu pontos importantes e acabou derrotado por 25×22.

O segundo set foi equilibrado, com as duas equipes se revezando no placar. Dessa vez, entretanto, o JF Vôlei foi regular até o final e soube virar as bolas mais estratégicas, fechando a parcial com ponto de bloqueio (25×23). A virada veio no terceiro set, que ficou marcado pelo stress entre os jogadores na beira da rede, obrigando a arbitragem a aplicar cartões vermelhos para os dois times. Pilhada, a equipe local usou os nervos a seu favor e, depois de vários set points, encerrou a parcial explorando o bloqueio adversário (29×27).

O quarto set destoou dos demais pelo amplo domínio imposto pela Vôlei Futuro, sobretudo na segunda metade da disputa. A partir do 12º ponto, o JF Vôlei passou a ter muitas dificuldades na recepção e viu o time de Araçatuba distanciar no placar até fechar em 25×18, empatando a série em 2×2. O tie-break teve discussão entre as equipes , momentos de ampla tensão e um voleibol de alto nível dos dois times. De forma eletrizante, o set se prolongava, com o Vôlei Futuro salvando vários match points até não resistir em 23×21.

O técnico Daniel Schimitz escalou o time com Luís, Edwuin, Thiago, Jardel, Gabriel e Abenildes. Mococa foi o líbero. Ao longo da partida, entraram Índio, Bryan, André e Gregolim.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support