JF Vôlei sai na frente na semifinal

  • por

Caso vença a segunda partida, em Contagem, time de Juiz de Fora volta à elite

Em jogo emocionante, o JF Vôlei venceu a primeira partida da semifinal contra o Unimed Aero, em Natal, por 3×2 (25×17, 16×25, 25×15, 20×25, 13×15). As parciais foram marcadas pela instabilidade da atuação das equipes. No final prevaleceu o equilíbrio e o volume de jogo do time de Juiz de Fora. A equipe mantém a invencibilidade e agora está a uma vitória da Superliga A. A segunda partida da série acontece na próxima terça-feira (13), às 16h, no ginásio do Riacho, em Contagem.

O JOGO

Entrando em quadra com sua equipe titular (Paolinetti, Gustavo, Pilan, Bruno, Viller e Celestino (Dayan de líbero), o JF Vôlei começou bem o set e logo abriu vantagem. A partir do quinto ponto, porém, forçando bastante o saque, a equipe de Natal assumiu o controle da partida. A sequência forte quebrou a linha de passes do time de Juiz de Fora e a vantagem foi só aumentando. No final, coube ao Aero somente administrar o placar até fechar em 25×17.

O segundo set foi uma repetição do primeiro, só que com protagonista invertido. Apostando na força de seu conjunto e na variação de jogadas, o JF Vôlei entrou na partida. O saque finalmente começou a funcionar, com variações de força – com Celestino e Viller – e tática, sobretudo com Gustavo e Bruno. As bolas de meio de rede de Pilan também foram arma importante nos momentos decisivos. No final, 25×16.

No terceiro set, a equipe potiguar voltou mais equilibrada, com destaque para as variações do levantador Marlon para os ataques de Max e Juarez. A defesa do JF Vôlei voltou a encontrar muitas dificuldades, complicando a evolução dos demais setores. Novamente o Aero abriu grande diferença, que só foi conduzida até o fim da parcial, em 25×15.

O JF Vôlei foi para o tudo ou nada no quarto set, com o técnico Marcão colocando Celestino de oposto, no lugar de Paolinetti, e promovendo a entrada de Thiago na ponta. As mudanças deram resultado e o time comandou o placar a partir do oitavo ponto para não perder mais. Ainda que o Aero tentasse uma reação no final da parcial, a equipe juiz-forana não deu chance e fechou em 25×20.

O tie-break foi o mais equilibrado da partida, com as equipes se revezando na liderança do placar até a metade do set. A partir daí, com bons saques de Bruno e Gustavo, ótimas defesas de Dayan e muita segurança nos ataques de Viller, Celestino e Pilan, o JF Vôlei abriu importante diferença de dois pontos que se sustentou até 13×11. Max, então, foi para o saque pelo Aero e, com dois bons serviços, quebrou a recepção do time de Juiz de Fora, empatando a parcial em 13×13. Marcão pediu tempo para tranquilizar a equipe, que – numa virada segura e em bloqueio duplo – parou qualquer reação adversária e fechou o set em 15×13 e a partida em 3×2.

O argentino Viller foi eleito o melhor do jogo, recebendo o troféu Viva Vôlei.

(Foto: Liziane Virgílio)